29 de mai de 2011

DZI



aspiro purpurina
e minhas narinas sangram
palavras que minha garganta continha

câimbras , tetânicas aspirações
de cinzas e blues

ressaca de guerra
sobrou o lenço branco
e o adeus de nunca mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário