9 de dez de 2011


Nada virtuosa
Tua sombra virtual
No avesso do espelho
      Cala até o silêncio

(adan costa)