12 de fev de 2011

Papel Amassado



Me diz então
Porque me beija a boca
Porque me deixa louco

Deixa dor de cabeça
Me tens preza indefesa
Te fartas banquete
Atira-me papel amassado ao chão

Deixaste o gosto de teus beijos
Teu cheiro em meu corpo
O cio do gozo
No quarto de hotel
Um adeus em um bilhete
Amiúde papel

Me poupaste o adeus da partida
Abriu em meu peito a ferida
Que só cicratiza quando voltares
Ao leito meu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário