12 de fev de 2011

Anjo Negro


Anjo negro de malicia
Tiras-me o chão com suas caricias
És tapa que não arde
És mordida, embriagues

Menino a brincar com fogo
És o cio da madrugada
Beijo quente que arrepia a alma

Ponho-me a decifrar a
Escrita do teu corpo
 E reverberas em gemidos de gozo

Beija-me o sexo, despertar libido
Romper com a inércia de sentidos
Suave tez a meia luz
Beija-me, seduz

Anjo negro
Tu que me desperta alma
Poeta

2 comentários:

  1. cara muito bom , texto forte e ceteiro!!!
    fiquei sem resprirar... parabéns!!!!

    ResponderExcluir
  2. como faz pra seguir teu blog???
    ass Mauricio Franco.

    ResponderExcluir