22 de ago de 2011

haicai sem nome

em teu rosto claro
são tantas meias verdades
máscaras de seda

(adancosta)

Nenhum comentário:

Postar um comentário